MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS

Ata da 466ª Reunião do Conselho Diretor, realizada no dia 16 de abril de 2019.

Às quatorze horas do dia dezesseis de abril de dois mil e dezenove, reuniu-se, sob a presidência do professor Flávio Antônio dos Santos, o Conselho Diretor do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, na Sala de Reuniões dos Conselhos Superiores, Prédio Administrativo, Campus I. Presentes, conforme lista de presença: Flávio Antônio dos Santos, Presidente; Maria Celeste Monteiro de Souza Costa, Vice-Diretora; Kleber Gonçalves Glória, representante titular do Ministério da Educação; Carlos Henrique Figueiredo Alves, representante suplente do Ministério da Educação; Luciene Maria de Lana Marzano, representante titular da Federação das Indústrias; Leonardo Hamilton Maia de Oliveira, representante suplente da Federação do Comércio; Alfredo Marques Diniz, representante titular dos ex-alunos; Nelson Nunes dos Santos Júnior, representante titular dos servidores técnico-administrativos; Vicente Aguimar Parreiras, representante titular dos docentes do ensino profissional tecnológico de nível médio; Igor Mota Morici, representante suplente dos docentes do ensino profissional tecnológico de nível médio; João Paulo Machado de Sousa, representante titular dos docentes do ensino profissional tecnológico de nível médio; Clausymara Lara Sangiorge, representante suplente dos docentes do ensino profissional tecnológico de nível médio;  Maria Eliza de Campos Souza, representante titular dos docentes do ensino profissional tecnológico de nível médio; Antônio Francisco Cruz Arapiraca, representante titular dos docentes do ensino profissional tecnológico de nível médio; Katalin Carrara Geocze, representante suplente dos docentes do ensino profissional tecnológico de nível médio; Tricia Zapula Rodrigues, representante titular dos docentes do ensino profissional tecnológico de nível médio; Alexander Correa dos Santos, representante suplente dos docentes do ensino profissional tecnológico de nível médio; Moacir Felizardo de França Filho, representante titular dos docentes do ensino de graduação; Taiza de Pinho Barroso Lucas, representante suplente dos docentes do ensino de graduação; Danielle Marra de Freitas Silva Azevedo, representante titular dos docentes do ensino de graduação; Fábia Barbosa Heluy Caram, representante titular dos docentes do ensino de graduação; Olga Moraes Toledo, representante suplente dos docentes do ensino de graduação; Eduardo Célio Boaventura, representante titular dos docentes do ensino de graduação; Conrado de Souza Rodrigues, representante titular dos docentes do ensino de pós-graduação stricto sensu; Fausto de Camargo Júnior, representante suplente dos docentes do ensino de pós-graduação stricto sensu; Gray Farias Moita, representante titular dos docentes do ensino de pós-graduação stricto sensu; Henrique Elias Borges, representante titular dos docentes-pesquisadores do ensino de pós-graduação stricto sensu. Justificaram a ausência: Ralney Nogueira de Faria, representante titular dos docentes pesquisadores; Eduardo Henrique da Rocha Coppoli, representante titular dos docentes do ensino de pós-graduação stricto sensu; Rogério Barbosa da Silva, representante suplente dos docentes do ensino de pós-graduação stricto sensu. Item 1. Verificação do quórum. Verificou-se o cumprimento do quórum, com a presença de 17 (dezessete) conselheiros. Item 2. Abertura da 466ª Reunião do Conselho Diretor. O Presidente declarou aberta a sessão e passou-se à discussão da pauta da reunião. O Presidente indagou aos conselheiros sobre a inclusão ou a exclusão de outros assuntos na pauta. O conselheiro Henrique Elias Borges solicitou a inclusão de dois novos pontos de pauta para tratar dos assuntos “autorização de início de cursos de pós-graduação stricto sensu”, “substituição do titular da Unidade de Auditoria Interna”. O Presidente solicitou a inclusão de novo ponto para tratar da “aprovação do Relatório de Gestão 2018. Não havendo outros assuntos a serem incluídos ou excluídos, a pauta foi colocada em votação, tendo sido aprovada por unanimidade de 17 (dezessete) votos, nos seguintes termos: Item 3. EXPEDIENTE PRELIMINAR. 3.1. Aprovação da ata da 464ª Reunião do Conselho Diretor. 3.2. Aprovação da ata da 465ª Reunião do Conselho Diretor. 3.3. Referendo das Resoluções CD-041/00 e CD-042/00. 3.4. Distribuição do Processo nº 23062.015889/2018-38 - pedido de cessão de tecnologia aos inventores, Profa. Aline Bruna da Silva e profa. Roberta Ferreira Viana, com base no artigo 17, item i, da política de inovação do CEFET-MG, aprovada pela Resolução CD-027/18, de 07 de maio de 2018. Item 4. ORDEM DO DIA. 4.1. Minuta de Resolução – Proposta de Regulamento para a escolha de Diretor-Geral. 4.2. Apreciação do Relatório de Gestão 2018. 4.3. Memorando Eletrônico nº 3/2019 – AUDIT/DG/CEFETMG e Memorando Eletrônico nº 4/2019 – AUDIT/DG/CEFETMG- Solicita aprovação da dispensa da Função Gratificada de Chefe da Auditoria Interna pelo Conselho Diretor. 4.4. Autorização de início de cursos de pós-graduação stricto sensu. 4.5. Processo nº 23062.004556/2019-64- Apreciação do Relatório Anual da Auditoria Interna (RAINT) 2018. 4.6. Apresentação do relatório final dos trabalhos realizados visando à implantação da Resolução CD-011/2018, de 28 de março de 2018. 4.7. Minuta de Resolução – Recomposição da Comissão de Promoção de Professor à Classe de Titular. 4.8. Minuta de Resolução – Processo nº 23062.007955/2019-87 - Acordo de cooperação internacional Instituto Politécnico de Bragança – Portugal. 4.9. Processo nº 23062.005077/2019-65 e processo nº 23062.000509/12-59 – Política de Capacitação do CEFET-MG: proposta de encaminhamentos de discussão com a comunidade. 4.10. Processo nº 23062.021017/2018-17 - alteração do regulamento para escolha de Diretores de Unidade. 4.11. Promoção de Professor Titular: proposta de alteração de regulamento. Passou-se, então, ao exame dos itens de pauta. Item 3. EXPEDIENTE PRELIMINAR. 3.1. Aprovação da ata da 464ª Reunião do Conselho Diretor. Após a verificação e ajuste nas linhas 102 e 207, a ata da 464ª Reunião do Conselho Diretor foi colocada em votação e foi aprovada por 17 (dezessete) votos favoráveis e 3 (três) abstenções. 3.2. Aprovação da ata da 465ª Reunião do Conselho Diretor. Após a verificação e ajuste nas linhas 115, 122, 197 e 309, a ata da 465ª Reunião do Conselho Diretor foi colocada em votação e foi aprovada por 17 (dezessete) votos favoráveis e 2(duas) abstenções. 3.3. Referendo das Resoluções CD-041/00 e CD-042/00. O Presidente esclareceu que quando da migração do sistema acadêmico, a Secretaria de Registro e Controle acadêmico constatou que as referidas resoluções, que tratam de projeto pedagógico dos cursos da EPTNM, não foram referendadas pelo Conselho Diretor. Esclareceu tratar-se de situação excepcional, uma vez que as resoluções que são exaradas ad referendum do Conselho Diretor devem ser trazidas ao plenário para apreciação imediatamente. Desta forma, propôs o referendamento das Resoluções CD-041/00 e CD-042/00, proposta que foi aprovada 17 (dezessete) votos favoráveis e 3 (três) abstenções. 3.4. Distribuição do Processo nº 23062.015889/2018-38 - pedido de cessão de tecnologia aos inventores, Profa. Aline Bruna da Silva e profa. Roberta Ferreira Viana, com base no artigo 17, item i, da política de inovação do CEFET-MG, aprovada pela Resolução CD-027/18, de 07 de maio de 2018. O Presidente esclareceu tratar-se do primeiro processo envolvendo esta temática, razão pela qual seria importante a elaboração de um parecer mais detalhado. Propôs a criação de comissão, a ser integrada pelos conselheiros Conrado de Souza Rodrigues, Antônio Francisco Cruz Arapiraca e Olga Moraes Toledo, ficando sob a responsabilidade da última a convocação da primeira reunião de trabalho. Item 4. ORDEM DO DIA. 4.1. Minuta de Resolução – Proposta de Regulamento para a escolha de Diretor-Geral. O Presidente esclareceu que a proposta estava partindo do regulamento aprovado para a última eleição para Diretor-Geral, com uma única alteração no art. 2º, considerando o teor da Resolução CD-02/19, de 13 de março de 2019 da proposta. Esclareceu que a minuta foi analisada pela Procuradoria Jurídica, que emitiu parecer, sugerindo alterações pontuais. As alterações propostas pela Projur foram analisadas e, por consenso, incorporadas ao texto da minuta. O conselheiro Nelson Nunes dos Santos Júnior questionou sobre o universo dos eleitores discentes, considerando que o art. 5º, alínea “b” não contemplava os alunos matriculados nos cursos ofertados na modalidade EaD. Neste ponto, o plenário entendeu que a retirada da expressão “stricto sensu” constante do referido dispositivo resolveria a questão, possibilitando o voto dos alunos dos cursos ofertados em EaD, bem como incorporando os alunos dos cursos de pós-graduação lato sensu. O conselheiro Igor Mota Morici propôs a alteração da expressão “Órgão de Deliberação Coletiva”, constante da alínea “e”, do § 1º, do art. 15, por “órgãos colegiados”, sugestão que foi acolhida por consenso. Finalizadas as discussões, o Presidente formulou encaminhamento pela aprovação da minuta, com as alterações acolhidas, proposta que foi aprovada por unanimidade de 20 (vinte) votos. 4.2. Apreciação do Relatório de Gestão 2018. O Presidente passou a palavra à Vice-Diretora Maria Celeste Monteiro de Souza Costa para apresentação do Relatório de Gestão 2018. A Vice-Diretora esclareceu que a submissão do Relatório de Gestão à apreciação do Conselho Diretor é uma exigência legal. Informou que o Relatório de Gestão do 2018 adotou novo formato, mais objetivo, segundo a orientação dos órgãos de controle. Discorreu sobre os dados acadêmicos, todos retirados da plataforma Nilo Peçanha. Detalhou sobre a atuação das Secretarias Especializadas. Tratou da gestão orçamentária e financeira. Informou que o CEFET-MG conseguiu executar todo o orçamento no ano de 2018. Informou que o Relatório de Gestão será disponibilizado no site do CEFET-MG, assim que for concluída a formatação do documento. Prestadas os esclarecimentos, o Presidente colocou o Relatório de Gestão de 2018 em votação, que foi aprovado por unanimidade de 18 (dezoito) votos. 4.3. Memorando Eletrônico nº 3/2019 – AUDIT/DG/CEFETMG e Memorando Eletrônico nº 4/2019 – AUDIT/DG/CEFETMG- Solicita aprovação da dispensa da Função Gratificada de Chefe da Auditoria Interna pelo Conselho Diretor. O Presidente informou tratar-se de pedido de dispensa do Auditor da Chefia da Auditoria da função gratificada FG-5. Informou que o Chefe da Auditoria estava pleiteando o recebimento de uma CD, indisponível no momento. Esclareceu que, salvo no caso da Assessoria, não havia qualquer outro servidor que recebesse CD no CEFET-MG e que não tivesse, sob seu comando, outros servidores. Ressaltou que o CEFET-MG já reiterou ao Ministério da Educação pedido de reconhecimento do Campus II como uma unidade autônoma, o que resultaria na concessão de outras CD’s e FG’s. Esclareceu que, em virtude deste fato, os diretores do Campus I e do Campus II recebem CD-4, quando, por similaridade aos diretores dos campi do interior, deveriam receber CD-3. Informou que assim que formalizado o reconhecimento do Campus II, será resolvida a questão da Auditoria Interna. O conselheiro Henrique Elias Borges esclareceu que os órgãos de controle recomendam a concessão de uma função gratificada compatível com a responsabilidade do cargo, mas não se trata de determinação. Esclareceu que quando da criação da Unidade de Auditoria Interna, o então Auditor Chefe foi comunicado da inexistência de uma CD ou uma FG de boa qualidade que pudesse ser atribuída à função. Ressaltou que o acolhimento do pedido de dispensa da chefia da Auditoria pelo Conselho Diretor traria implicações práticas, pois a Unidade de Auditoria Interna ficaria formalmente sem um responsável. Ademais, esclareceu que o nome do Auditor Chefe deve ser aprovado pela CGU. O Presidente informou que, além do atual Auditor Chefe, o CEFET-MG conta com mais um servidor que ocupa o cargo de Auditor, em Araxá. O conselheiro João Paulo Machado de Sousa questionou sobre a possibilidade do servidor lotado em Araxá assumir a chefia da Auditoria, em substituição ao atual. O conselheiro Carlos Henrique Figueiredo Alves informou que, no CEFET-RJ o Auditor faz a interlocução da instituição com a CGU. Na visão do conselheiro, o Conselho Diretor deveria reiterar o pedido do Diretor-Geral ao MEC quanto à concessão da CD-4 para o Auditor Chefe, dada a responsabilidade do cargo e o papel do Auditor diante dos órgãos de controle, entendimento corroborado pelo conselheiro Antônio Francisco Cruz Arapiraca. O conselheiro Kleber Gonçalves Glória esclareceu que o IFMG conseguiu destinar uma CD-4 ao Auditor, mas entende que são realidades diferentes. Ressaltou que o Auditor Chefe não precisa ser necessariamente um ocupante do cargo de Auditor, sendo possível a indicação de servidor ocupante de outro cargo no caso de ser acolhido o pedido de dispensa formulado. O conselheiro Nelson Nunes dos Santos Júnior ressaltou que o servidor não pode ser obrigado a ser chefe. Ressaltou, também, que precisaria conhecer a destinação de todas as CD’s e FG’s no CEFET-MG para concluir que estão todas alocadas a pessoas que ocupam funções mais estratégicas que a de Auditor Chefe. Pontuou que seria importante ouvir o Auditor, para entender as razões do seu pedido. O Presidente posicionou-se contrariamente ao entendimento do referido conselheiro, sob o fundamento de que ocupar função de chefia também é atribuição do servidor público. Esclareceu que a equipe de auditoria do CEFET-MG precisa ser fortalecida e, que para isso, já solicitou ao MEC outros cargos de Auditor, pedido que não foi atendido ainda. Esclareceu que poderia ser acolhida a sugestão do conselheiro João Paulo Machado de Sousa se, oferecida ao atual Auditor Chefe uma FG-2, que é a melhor FG disponível no momento, este mantivesse a posição de deixar a função. Sintetizou três possíveis soluções para o caso, no seguinte encaminhamento: a) aumentar para FG-2 e justificar, em memorando encaminhado ao Auditor Chefe, as dificuldades enfrentadas no momento, com compromisso de reiterar ao MEC, inclusive com o endosso do Conselho Diretor, o pedido de concessão de CD-4 para o Auditor Chefe e o pedido de mais cargos de Auditor para a composição da equipe de auditoria; b) substituir o Auditor Chefe atual pelo outro Auditor de carreira; c) trazer ao Conselho Diretor o nome de um outro servidor, não ocupante do cargo de Auditor, para aprovação e encaminhamento à CGU. Em todos os casos, seria mantido o atual Auditor Chefe até a nomeação de um substituto. Colocado em votação, o encaminhamento apresentado pelo Presidente foi aprovado com 16 (dezesseis) votos favoráveis, 1 (um) voto contrário e 2 (duas) abstenções. 4.4. Autorização de início de cursos de pós-graduação stricto sensu. O Presidente informou sobre a recente aprovação, pela CAPES, de novos cursos de Mestrado do CEFET-MG. Esclareceu sobre a necessidade de aprovação, pelo Conselho Diretor, de autorização para início dos cursos de Mestrado em Engenharia de Minas (Campus Araxá), Mestrado em Tecnologia de Produtos e Processos (Campus I, Belo Horizonte), Mestrado em Engenharia Mecânica (Campus II, Belo Horizonte) e adesão ao Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica em rede nacional –PROFET (Campus Divinópolis) e aprovação, bem como sobre as necessidade de aprovação da criação das respectivas UORG’s. Colocada em votação, a proposta de autorização de início dos referidos cursos de Mestrado e de criação das respectivas UORG’s foi aprovada por unanimidade. 4.5. Processo nº 23062.004556/2019-64- Apreciação do Relatório Anual da Auditoria Interna (RAINT) 2018. O Presidente esclareceu tratar-se da apresentação do resultado dos trabalhos realizados pela Unidade de Auditoria Interna no ano de 2018. Esclareceu que, conforme determina a legislação, o RAINT deve ser submetido ao Conselho Diretor para aprovação. Na sequência, passou a condução dos trabalhos à Vice-Diretora, Maria Celeste Monteiro de Souza Costa. Realizada a apresentação do RAINT 2018, o conselheiro Henrique Elias Borges ressaltou que a Unidade de Auditoria Interna tem realizado um papel meramente burocrático, uma vez que as demandas da CGU são respondidas pelo Gabinete, não pela Auditoria. Ressaltou que a instituição tem dado todo o apoio possível à Unidade de Auditoria Interna. Esclareceu que o Auditor Chefe reclama sobre a formação de uma equipe de auditoria, mais ainda não foi possível. Finalizadas em discussões, a Presidente colocou em votação a aprovação do relatório, que foi aprovado por 15 (quinze) votos favoráveis e 3 (três) abstenções. O plenário do Conselho Diretor, por unanimidade de 18 (dezoito) votos, aprovou a convocação do Auditor Chefe para prestar esclarecimentos sobre o trabalho da Unidade de Auditoria Interna na próxima reunião do Conselho Diretor. 4.6. Apresentação do relatório final dos trabalhos realizados visando à implantação da Resolução CD-011/2018, de 28 de março de 2018. O Presidente esclareceu a Diretoria Geral instituiu, por meio de portaria, comissão para avaliar o cumprimento do disposto na CD-011/18, de 28 de março de 2018, que estabelece normas para execução do controle finalístico da Fundação CEFETMINAS. O conselheiro Henrique Elias Borges informou que a comissão realizou várias reuniões com representantes da Fundação CEFETMINAS, a partir das quais foram realizados ajustes que ampliaram a transparência no portal da fundação de apoio, para dar acesso mais amplo às informações sobre os contratos e convênios celebrados com o CEFET-MG, bem como informações sobre pagamento de bolsas. Esclareceu, ainda, que além dos trabalhos realizados pela comissão, a equipe de mapeamento de processos do CEFET-MG finalizou a modelagem do processo de pagamento de bolsas e auxílios a servidores do CEFET-MG, pagos pela Fundação CEFETMINAS, de modo a melhorar o controle sobre tais pagamentos, em conformidade com a legislação. Esclareceu que a apresentação do relatório dos trabalhos da comissão tem por finalidade dar ciência ao Conselho Diretor sobre o cumprimento do disposto na referida resolução. 4.7. Minuta de Resolução – Recomposição da Comissão de Promoção de Professor à Classe de Titular.  O Presidente esclareceu tratar-se de necessária recomposição da Comissão de Promoção de Professor à Classe de Titular, conforme encaminhamento da presidente, conselheira Clausymara Lara Sangiorge. Esclareceu que a minuta de resolução estava sendo trazida para conhecimento dos conselheiros, considerando que a Resolução CD-050/13, de 19 de dezembro de 2013, no art. 2º, delega competência ao Presidente do Conselho Diretor para alteração da composição da referida comissão. Não houve objeção aos nomes propostos, incorporando-se à comissão o nome dos conselheiros Fausto de Camargo Júnior (titular) e Olga Moraes Toledo (suplente). 4.8. Minuta de Resolução – Processo nº 23062.007955/2019-87 - Acordo de cooperação internacional Instituto Politécnico de Bragança – Portugal. A Presidente esclareceu tratar-se de acordo de cooperação técnica entre o CEFET-MG e o Instituto Politécnico de Bragança. O conselheiro Igor Mota Morici solicitou esclarecimentos sobre uma cláusula que trata de propriedade intelectual e foi informado de que todo acordo de cooperação internacional é detalhado por um plano de trabalho, apresentado posteriormente, caso a caso. Colocada em votação, o referido acordo de cooperação internacional foi aprovado por unanimidade de 18 (dezoito) votos. 4.9. Processo nº 23062.005077/2019-65 e processo nº 23062.000509/12-59 – Política de Capacitação do CEFET-MG: proposta de encaminhamentos de discussão com a comunidade. A Presidente esclareceu que foi apresentado pela Secretaria de Gestão de Pessoas um projeto de política de capacitação. Em virtude deste projeto, o conselheiro Nelson Nunes dos Santos Júnior apresentou pedido de retomada das discussões sobre uma proposta anterior, constante do processo nº 23062.000509/12-59, que, segundo seu entendimento, tratava com ia um maior detalhamento sobre as ações de capacitação dos servidores do CEFET-MG. Ressaltou que a construção das ações constantes do referido processo contou com ampla participação da comunidade e, mesmo sendo necessária a atualização, poderia ser aproveitado nas discussões do tema. Afirmou que não concorda com a aprovação da política de capacitação sem o correspondente regulamento. O conselheiro Henrique Elias Borges esclareceu que a proposta de política de capacitação foi pensada com o objetivo de viabilizar a melhoria nos processos de governança. Esclareceu que a política de capacitação será complementada por um regulamento e por um plano anual de capacitação, que observará as demandas apuradas em consulta à comunidade, realizada pela Secretaria de Gestão de Pessoas. Neste ponto, a condução da reunião foi retomada pelo Presidente. O conselheiro Nelson Nunes dos Santos Júnior ressaltou que a inexistência de critérios para a tomada de decisões provoca, por vezes, disparidade quanto ao deferimento ou indeferimento de solicitações de servidores técnico-administrativos. O Presidente esclareceu que o detalhamento da matéria por meio de norma do Conselho Diretor pode ser prejudicial aos servidores em geral, mas ressaltou não ter objeções quanto à realização de consulta pública à comunidade. O conselheiro Henrique Elias Borges reforçou o papel do Conselho Diretor, que, segundo seu entendimento, deve-se ater às políticas adotadas pela instituição. Contudo, discorda do conselheiro Nelson Nunes dos Santos Júnior quanto à necessidade de regulamentação das políticas pelo Conselho Diretor. Ao final das discussões, o Presidente propôs colocar em consulta pública a política de capacitação e a proposta de regulamento, para apresentação de contribuições da comunidade. Colocada em votação, a proposta foi aprovada por 16 (dezesseis) votos favoráveis e 2 (duas) abstenções. Por consenso, os itens 4.10. e 4.11. foram retirados de pauta e serão discutidos na próxima reunião. 5. Comunicações do Presidente e dos conselheiros. O conselheiro Conrado de Souza Rodrigues informou sobre a realização do XI Encontro de Docentes da Pós-Graduação, realizado nos dias 8 e 9 de abril, e que teve como temáticas principais o acompanhamento de egressos e a política institucional para a pós-graduação. O evento contou com participação de aproximadamente 80 (oitenta) pessoas. Informou que com aprovação do início dos novos cursos de Mestrado, houve ampliação de 40% (quarenta por cento) do número de cursos de pós-graduação stricto sensu em 2019, com ampliação dos cursos nos campi do interior. O conselheiro Antônio Francisco Cruz Arapiraca informou sobre a realização de evento organizado pelo SINDICEFET-MG, que contará com a participação do advogado Leandro Madureira, especialista em Direito Previdenciário e membro da Assessoria Jurídica Nacional do ANDES-SN, que vai proferir, no dia 9 de maio próximo, palestra sobre a “Reforma da Previdência”. O conselheiro Igor Mota Morici informou que as inscrições para minicursos e oficinas do VIII Simpósio Nacional de Ciência, Tecnologia e Sociedade, que ocorrerá entre os dias 15 a 17 de agosto de 2019, poderão ser realizadas por meio eletrônico, por meio de preenchimento de formulário encontrado na página oficial do evento (www.esocite8.cefetmg.br). O conselheiro Moacir Felizardo de França Filho informou que o curso de graduação em Engenharia Elétrica do campus Nepomuceno recebeu visita da comissão de avaliadores do MEC entre os dias 31 de março e 3 de abril, que avaliou o curso com nota 4 (quatro). Esclareceu que esta foi a primeira experiência do CEFET-MG depois da adoção dos novos instrumentos de avaliação. Informou que foi finalizado o preenchimento do formulário 2 da avaliação institucional do MEC para o recredenciamento do CEFET-MG e que a visita in loco deve ocorrer a partir de junho de 2019. Solicitou a participação e o envolvimento de toda a comunidade no processo de recredenciamento institucional. Informou que será realizado nos dias 13 a 15 de maio o XV Workshop do Ensino de Graduação, que vai tratar do tema “Gestão acadêmica: reflexões e proposições no cenário atual. O conselheiro Kleber Gonçalves Glória agradeceu a oportunidade de participação no Conselho Diretor do CEFET-MG e reconheceu o papel da instituição no cenário educacional mineiro. Enalteceu a parceria entre o CEFET-MG e o IFMG. Comparou o trabalho do Conselho Diretor do CEFET-MG com o trabalho realizado pelo Conselho Superior do IFMG. O conselheiro Henrique Elias Borges informou sobre a prorrogação das inscrições para chapas que vão concorrer à eleição da comissão que vai conduzir o processo eleitoral para escolha do Diretor-Geral. O Presidente informou sobre avanços quanto à incorporação da área do Campus VI ao CEFET-MG. Informou sobre a conclusão da incorporação de área pertencente ao DNIT ao Campus de Araxá. Informou que está aberto o edital para a segunda turma que vai participar do convênio de dupla diplomação com o Instituto Politécnico de Bragança-Portugal. Agradeceu a presença do conselheiro Kleber Gonçalves Glória, Reitor do IFMG, considerado um grande parceiro do CEFET-MG. E nada mais havendo a tratar, eu, Eliane Helena Gonçalves Silva, Secretária dos Conselhos Superiores, lavrei esta ata, que vai assinada pelo Presidente e pelos demais membros que estiveram nesta reunião.

 

 

 

Flávio Antônio dos Santos

Presidente do Conselho Diretor

 

 

Maria Celeste Monteiro de Souza Costa

Presidente do Conselho Diretor

 

 

Kleber Gonçalves Glória

Representante titular do Ministério da Educação

 

 

Carlos Henrique Figueiredo Alves

Representante suplente do Ministério da Educação

 

 

Luciene Maria de Lana Marzano

Representante titular da Federação das Indústrias

 

 

Leonardo Hamilton Maia Oliveira

Representante suplente da Federação do Comércio

 

 

Alfredo Marques Diniz

Representante titular dos ex-alunos

 

 

Nelson Nunes dos Santos Júnior

Representante titular dos servidores técnico-administrativos

 

Vicente Aguimar Parreiras

Repres. titular dos docentes do ensino profissional tecnológico de nível médio

 

 

Igor Mota Morici

Repres. suplente dos docentes do ensino profissional tecnológico de nível médio

 

 

João Paulo Machado de Sousa

Repres. titular dos docentes do ensino profissional tecnológico de nível médio

 

 

Clausymara Lara Sangiorge

Repres. suplente dos docentes do ensino profissional tecnológico de nível medio

 

Maria Eliza de Campos Souza

Repres. titular dos docentes do ensino profissional tecnológico de nível médio

 

 

Antônio Francisco Cruz Arapiraca

Repres. titular dos docentes do ensino profissional tecnológico de nível médio

 

 

Katalin Carrara Geocze

Repres. suplente dos docentes do ensino profissional tecnológico de nível médio

 

 

Tricia Zapula Rodrigues

Repres. titular dos docentes do ensino profissional tecnológico de nível médio

 

 

Alexander Correa dos Santos

Repres. suplente dos docentes do ensino profissional tecnológico de nível médio

 

 

Moacir Felizardo de França Filho

Representante titular dos docentes do ensino de graduação

 

 

Taiza de Pinho Barroso Lucas

Representante suplente dos docentes do ensino de graduação

 

 

Danielle Marra de Freitas Silva Azevedo

Representante titular dos docentes do ensino de graduação

 

 

Fábia Barbosa Heluy Caram

Representante titular dos docentes do ensino de graduação

 

 

Olga Moraes Toledo

Representante suplente dos docentes do ensino de graduação

 

 

 

Eduardo Célio Boaventura

Representante titular dos docentes do ensino de graduação

 

 

Conrado de Souza Rodrigues

Representante titular dos docentes do ensino de pós-graduação stricto sensu

 

 

Fausto de Camargo Júnior

Representante suplente dos docentes do ensino de pós-graduação stricto sensu

 

 

Gray Farias Moita

Representante titular dos docentes do ensino de pós-graduação stricto sensu

 

 

Henrique Elias Borges

Representante titular dos docentes-pesquisadores do ensino de pós-graduação stricto sensu

 

 

Eliane Helena Gonçalves Silva

Secretária dos Conselhos Superiores